Músicos que batem um bolão: quem poderia jogar em um grande clube?

Compartilhe:

O futebol é um esporte tão absurdamente popular no Brasil que é quase impossível conhecer alguém que afirme categoricamente que não gosta do esporte, ou ao menos que não conheça um pouco. Isso está presente em qualquer categoria profissional e grupo social.

Ao mesmo tempo, o esporte tem grande apelo em outros países, especialmente no restante da América Latina e na Europa. Não à toa, sites de apostas esportivas como o www.apostasesportivas24.net não param de crescer, já que os torcedores se tornaram também apostadores.

Nesses outros lugares e por aqui, a penetração do futebol é tamanha que mesmo celebridades que têm pouco ou nada a ver com o esporte acabam falando e, em alguns casos, jogando.

No caso dos músicos, o Brasil e o resto do mundo têm de sobra exemplos de cantores, instrumentistas e afins que também se viram muito bem com uma bola nos pés. Alguns, inclusive, teriam (e tiveram até) condições de jogar profissionalmente; outros simplesmente são grandes amigos de futebolistas famosos e, vira e mexe, estão jogando em partidas beneficentes e afins.

Pensando nisso, surgiu a ideia de dar uma olhada mais a fundo em quais musicistas têm talento de verdade para jogar futebol.

Exemplos de jogadores que tocam também existem, especialmente no Brasil: basta lembrar de Ronaldinho Gaúcho, Robinho e companhia em rodas de pagode na Copa de 2006. Fugindo da música brasileira, Rogério Ceni é um conhecido fã de rock e toca violão e guitarra. Lá fora, o também goleiro aposentado e também lendário Petr Cech é um baterista bem decente.

Por outro lado, músicos que também jogam acabam não tendo tanto palco, e por isso é eles que serão alvo da nossa atenção agora.

 

Músicos brasileiros que jogam futebol

Exemplos de pessoas externas ao futebol que gostam de bater uma bola nas horas vagas, profissionalmente ou não, são ricas, incluindo até mesmo o presidente Jair Bolsonaro. Agora, colocando apenas os músicos na conta, a lista fica um pouco mais restrita, mas muito interessante.

Wesley Safadão: Conhecido hoje pelos hits que despeja nos shows e serviços de streaming, o cantor cearense não apenas é um grande apaixonado por futebol, como também cogitou fazer dessa sua carreira profissional. Ainda adolescente, o hoje autor de hits como “Despedida” e “Ar Condicionado no 15” jogou até mesmo na base do Ceará, mas acabou seguindo outro rumo.

Supla: Um dos grandes nomes da cena punk rock brasileira, Supla já mostrou em diversas ocasiões que é mais do que apenas um cantor e torcedor do Santos, mas também um talentoso jogador, com faro de gol e especial habilidade para dribles. Nada ilustrou melhor o potencial do cantor paulista quanto suas sucessivas participações no lendário Rockgol da MTV, no qual era invariavelmente um dos melhores atletas do torneio.

Jorge Ben Jor: Lenda viva da MPB, o hoje veterano músico carioca poderia ter sido um excelente jogador de futebol, segundo quem o viu em campo. Quando era ainda apenas Jorge Duílio Lima Meneses, o cantor teve até mesmo oportunidade de seguir jogando profissionalmente no Flamengo, time pelo qual o cantor é absolutamente apaixonado. A carreira promissora de volante do Rubro-Negro, porém, acabou dando lugar ao estrelato nos palcos.

 

Músicos estrangeiros que jogam futebol

Embora as famosas sessões musicais em ônibus e vestiários da Seleção Brasileira (e clubes nacionais), a música parece não estar tão diretamente relacionada com o esporte lá fora – mas só parece. Especialmente na Inglaterra, um dos berços históricos de ambos futebol e rock, vários músicos famosos já se arriscaram com a bola nos pés.

Steve Harris (Iron Maiden): O Iron Maiden é uma das bandas de heavy metal mais famosas do mundo, e encontra também em seus membros alguns fãs de futebol e até mesmo jogadores. O baixista e fundador Steve Harris é, de longe, o mais fanático e talentoso. Na juventude, na década de 1970, Harris jogou nas categorias de bases do West Ham, seu time do coração, e até hoje ostenta um adesivo com o brasão dos Hammers no seu instrumento.

Rod Stewart: Fanático torcedor do Celtic FC, da Escócia, Sir Rod Stewart foi também jogador profissional antes de embarcar na muito bem-sucedida carreira musical. O time que teve a honra de ver o cantor inglês jogar com sua camisa foi o Brentford, de Londres, cidade natal do cantor, antes de ele se decidir pela carreira de músico.

Julio Iglesias: O lendário cantor espanhol jamais teria entrado para o mundo da música se não fosse sua paixão pelo futebol. Iglesias começou sua carreira profissional, na verdade, como goleiro, inclusive sendo contratado pelo gigante Real Madrid para jogar nas categorias de base. Infelizmente, o então jovem arqueiro sofreu um acidente com apenas 20 anos e ficou semiparalisado. Reza a lenda, porém, que foi durante seu tempo internado e se recuperando que ele descobriu o talento para o violão e para cantar e resolveu se dedicar, dali em diante, à música.

Relacionados

Patrocinado
Dicas de aplicativos para escutar música no celular
Patrocinado
Ganhe tempo e comodidade com o LotoSuper
Patrocinado
Viva momentos marcantes com os R$90 milhões da Lotofácil da Independência 

AO VIVO - GAZETA FM - 88.1 A Primeira

Já, já você vai ouvir

Pedir Música