Você já viu o documentário da Luísa Sonza na Netflix?

Compartilhe:
Infância, carreira, relacionamentos, remédios… Netflix produz documentário que mostra a vida da cantora Luísa Sonza por trás dos palcos
Por Giovanna Moretti, Estagiária do Núcleo de Mídias Digitais

Foto: Divulgação/Netflix

Se eu fosse Luísa Sonza, eu saberia seguir os holofotes da fama mesmo com tanta polêmica? É essa a pergunta que a série documental sobre a vida de Sonza deixa no ar.

Netflix lança documentário sobre Luísa Sonza

“Se Eu Fosse Luísa Sonza”, a produção da Conspiração Filmes, dirigida por Isabel Nascimento Silva, do documentário “De Você Fiz Meu Samba”, chegou na Netflix no dia 13 de dezembro de 2023, e em um dia o documentário deu o que falar.

 

Produzido através dos relatos de Luísa, com três episódios, o documentário apresenta a vida da pessoal da cantora, bastidores e o processo criativo por trás de seu álbum, Escândalo Íntimo. A partir daí podemos ver não só a cantora que conhecemos, como também compositora, produtora, influencer, apresentadora e tudo mais que ela pode ser. De acordo com a sinopse oficial da Netflix, “No topo, mas sempre à beira de um penhasco, a cantora se transforma no ícone de uma geração e personifica em sua trajetória temas atuais: vulnerabilidade, saúde mental, sexualidade, redes sociais e cancelamento.”

A série mostra Luísa em sua camada mais sensível, sem medo de se expor e encarar os altos e baixos do seu passado e presente.

 

Luisa Sonza por trás da cena

Sonza é um grande nome na indústria pop brasileira. Seu último álbum, Escândalo Íntimo, atingiu a marca de 15,6 milhões de reproduções, quebrando recordes no Spotify em apenas 24 horas. Nascida no Rio Grande do Sul, sempre perseguiu o sonho de fazer sucesso pelo mundo como cantora.

O programa mostra que não foi nada fácil para Luísa se destacar quando mais jovem, quando já recebia muitas críticas. Apesar disso, conseguiu chegar no topo das paradas musicais, conquistando fãs de diversas idades… mas também, muitos haters.

 

A virada de chave na carreira

Apesar de tudo isso, nós pudemos estar por dentro de como é o processo criativo de Sonza, revelando sua produção visualmente atraente e sua trilha sonora envolvente, que complementam a narrativa da cantora. Porém, o principal gancho para a produção da série foi o álbum Escândalo Íntimo, divulgado um pouco antes do documentário ser lançado.

Aos 25 anos, a artista já conquistou um número incontável de sucessos ao longo de seus três álbuns de estúdio. Seu repertório abrange desde músicas animadas, como “Garupa” e “Modo Turbo”, até composições mais contemplativas e profundas, exemplificadas por faixas como “Olhos Castanhos” e “Penhasco”.

Polêmicas, relacionamentos e saúde mental

O que mais chamou atenção na carreira de Luísa, além das músicas e clipes diferenciados, foram as polêmicas em que a artista sempre esteve envolvida, desde relacionamentos conturbados, Fake News ou até mesmo problemas do dia a dia.

Não é por acaso que ela foi considerada “A cantora pop mais polêmica do Brasil”. Título adquirido devido a sua participação em uma série de controvérsias, que, independentemente das opiniões, conferiram destaque significativo ao seu nome na mídia.

 

Relacionamentos:

Dentre diversas revelações que são expostas na série documental, o primeiro episódio aborda sobre o relacionamento de Luísa com Whindersson Nunes, que teve participação especial na produção, em busca de nos mostrar o que causou o término do casal que ainda dá o que falar nas mídias.

Foto: Divulgação/Netflix

Também há uma pincelada por cima da história de Sonza com Vitão, e por fim com Chico Moedas. Ainda tiveram cortes no último episódio devido a traição de Chico que foi descoberta logo quando o documentário estava quase pronto, por isso ela pediu para que algumas cenas fossem reeditadas.

 

Caso de Racismo:

“Demorei a ter entendimento”

A série documental também explora o incidente de racismo ocorrido em 2018. O incidente em foco ocorreu quando Sonza solicitou um copo de água a uma mulher negra em um restaurante, presumindo erroneamente que ela era uma funcionária do estabelecimento, o que não era o caso. Luísa Sonza chegou a um acordo com a vítima após ser processada.

Foto: Divulgação/Netflix

Luísa Sonza afirmou ter adquirido significativo aprendizado, e que passou a investir na causa antirracista desde então.

“Tomei consciência de tudo, no sentido de me aliar à causa antirracista, entender minha responsabilidade como pessoa branca, buscar investir na causa antirracista. Abri um restaurante, invisto em vários projetos, incluo isso na minha vida e não divulgo. Tento ser o mais correta nesse lugar”.

 

Saúde Mental (Conteúdo sensível):

Mas não é só na carreira e nos relacionamentos que Luísa enfrenta desafios. Ao longo dos episódios descobrimos que há outra pessoa por trás do papel de cantora que ela faz, uma Luísa completamente vulnerável.

Foto: Divulgação/Netflix

Com tantas dificuldades, críticas e ameaças que a cantora sofre desde o término com o relacionamento com Whinderson, aos 25 anos foi preciso dar uma pausa na carreira para cuidar de sua saúde mental. Ao revelar que toma Rivotril de forma descontrolada algumas vezes, vemos cenas em que Luísa fala muito sobre pensar em tirar a própria vida.

A abordagem sobre saúde mental no documentário é feita de uma maneira intimista, permitindo ao espectador acompanhar de perto os desafios e as vulnerabilidades que a artista enfrenta.

“Pensa se a coisa que você mais ama fazer na sua vida passasse a ser a coisa que você mais odeia e que te suga, te deixa cansada, te deixa exausta, faz você ficar mal, depressivo…”

 

Uma das principais reflexões trazidas pelo documentário é o constante monitoramento da vida e do corpo das pessoas nas redes sociais e a influência negativa que isso pode ter na saúde mental. Luisa Sonza, que tem milhões de seguidores, precisou se afastar das redes em 2021 devido aos ataques que estava sofrendo.

O documentário que lança luz sobre a vida de Luísa Sonza, nos convida a atravessar os bastidores de uma carreira que vai muito além da música. Com três episódios envolventes, a produção de Conspiração Filmes, revela a Luísa Sonza além do estrelato, apresentando uma narrativa crua e autêntica sobre sua jornada.

 

Do Debut ao Presente

O documentário mergulha nas complexidades dos relacionamentos, destacando não apenas o glamour, mas também as dores e aprendizados que vêm com a fama.

Luísa Sonza, além de uma figura polêmica, revela-se como uma mulher forte, em constante busca por autoconhecimento e crescimento. A série documental não apenas captura a essência de uma artista multifacetada, mas também incita reflexões sobre a natureza implacável da fama e as consequências do escrutínio público.

O espectador é desafiado a reconsiderar suas próprias preconcepções e julgamentos ao se deparar com a vulnerabilidade de Sonza, . A conclusão não é apenas sobre Luísa Sonza, a cantora pop controversa, mas sobre a humanidade por trás da persona pública.

Foto: Divulgação/Netflix

O documentário oferece uma oportunidade de compreender que, por trás dos palcos reluzentes, há uma pessoa real, complexa e em constante evolução, cujas batalhas e triunfos transcendem as melodias cativantes que a tornaram conhecida.

Assim, ao fechar os olhos após essa experiência cinematográfica, somos deixados não apenas com o eco das músicas de Luísa Sonza, mas com uma compreensão mais profunda da mulher por trás do microfone, transformando o que era um retrato superficial em uma exploração minuciosa da condição humana.

E se você fosse Luísa Sonza, você saberia lidar com o peso da fama?

Relacionados

Notícias
O que o Traia Véia e o Roupa Nova tem em comum?
Notícias
Músicas que Fizeram História nas Novelas Brasileiras
Notícias
Curiosidades do MPB - Duplas de Compositores que Deram Muito Certo

AO VIVO - GAZETA FM - 88.1 A Primeira

Já, já você vai ouvir

Pedir Música